CONDICIONES LABORALES DEL PERSONAL PREHOSPITALARIO EN ALGUNAS EMPRESAS DE MEDELLIN, 2008

Natalia Echeverri, Juan Manuel Ruiz, Felipe Echeverri, Doris Cardona

Resumen


Objetivo. Describir las condiciones laborales, los riesgos profesionales a los que están expuesto y las medidas de seguridad social que protege al personal prehospitalario que laboraban en las entidades: Bomberos Medellín, Cruz Roja Colombiana, Defensa Civil, y Rescate Antioquia de la ciudad de Medellín, durante el primer semestre de 2008. Métodos. Estudio descriptivo de fuente primaria a 54 profesionales de atención prehospitalaria vinculados, a los cuales se les aplicó una encuesta autodiligenciada con 28 preguntas relacionadas con las condiciones en que laboran. Se realizó un análisis univariado y bivariado. Resultados. La edad promedio fue de 20 años, los hombres representaron el 72% de los encuestados; el 44,4% estaba vinculado como empleado y el 55,6% como voluntarios. De ellos, el 68,5% presentan esquema de vacunación completo, el 70,37% está afiliado al régimen contributivo, el 3,7% al régimen subsidiado y el 20,07% no tienen ningún tipo de seguridad social y el 42,6% tienen administradora de riesgos profesionales.

 ABSTRACT

Aim. Describe working conditions, occupational hazards to which they are exposed, and social security measures to protect prehospital personnel who worked in the states: Fire Medellín, Colombian Red Cross, Civil Defense, and Rescue Antioquia in Medellín during  he first half of 2008. Materials and methods. Descriptive study of 54 primary source of preospital care professionals linked, to which they were given a questionnaire addressed 28 questions related to the conditions under which they work. We performed univariate and bivariate analysis. Results. The average age was 20 years, men accounted for 72% of respondents, 44.4% were connected as an employee and 55.6% as volunteers. Of these, 68.5% have a complete vaccination scheme, the 70.37% is affiliated to the contributory system, 3.7% to the subsidized and 20.07% have no social security and 42.6% have professional risk manager. Conclusions. Working conditions pre-hospital personnel are not the most appropriate and many have no affiliation to the social security system does not have any protection, do not receive training constants have no type of study related to the profession, are not covered with complete the vaccination schedule, and most do not apply the standards of biosecurity, remain the most disadvantaged employee volunteers.

RESUMO

Objetivo. Descrever as condições de trabalho, riscos ocupacionais a que estão expostos e as medidas de segurança social para proteger o pessoal pré-hospitalar, que trabalhou nos estados: Fogo Medellín, na Colômbia da Cruz Vermelha, Defesa Civil, e Salvamento Antioquia em Medellín durante primeiro semestre de 2008. Materiais e métodos. Estudo descritivo de 54 profissionais das principais fontes de atendimento pré-hospitalar vinculados, aos quais foi dado um questionário dirigido 28 perguntas relacionadas com as condições em que trabalham. Foram realizadas análises univariadas e bivariadas. Resultados. A idade média foi de 20 anos, os homens representaram 72% dos entrevistados, 44,4% estavam ligados a um empregado e 55,6% como voluntários. Destes, 68,5% têm um esquema de vacinação completo, a 70,37% está filiado ao sistema contributivo, 3,7%  para os subsidiados e 20,07% não têm segurança social e 42,6% têm gestor de riscos profissionais.  Conclusões. As condições de trabalho do pessoal pré-hospitalar não são as mais adequadas e muitos não têm nenhuma afiliação ao sistema de segurança social não têm qualquer protecção, não recebem constantes de formação não têm qualquer tipo de estudo relacionado com a profissão, não são cobertos com completar o esquema de vacinação, ea maioria não se aplicam as normas de biossegurança, continuam a ser os funcionários voluntários da população mais desfavorecidos. 


.


Palabras clave


Condiciones de trabajo, Bioseguridad, Riesgos laborales, Atención Prehospitalaria, Medellín. KEY WORDS: Working Conditions, Exposure to Biological Agents, Occupational Risks, Prehospital Care

Texto completo:

PDF


Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional.

 

 

Revista CES Salud Pública/ ISSN 2145-9932 Facultad de Medicina, Universidad CES.

Publicada desde 2010.

 

Universidad CES, Calle 10A No. 22 - 04, Medellín, Colombia

 

http://www.ces.edu.co/